PATRICIA-BIGARELLI-NAO-PREENCHA-MEU-SILENCIO-ARTE.jpeg

NPMS

NÃO PREENCHA MEU SILÊNCIO

A série NÃO PREENCHA O MEU SILÊNCIO Trata da história de um perseguido político que foi exilado durante a ditadura militar brasileira e que, por ser homossexual, sofreu toda sorte de abusos e privações de direitos. A série revela sensibilidades de um uma biografia corada pela homofobia, pela solidão e intensidade que podem existir nas interações humanas. Ao recuperar e imprimir uma leitura artística às suas cartas, coleção de selos, fotografias e objetos pessoais, a artista dá vida plástica a um acervo que permaneceu encaixotado e obscurecido durante mais de vinte anos, reavivando seus percursos e honrando sua memória.

 

PATRICIA-BIGARELLI-PENSO-LOGO-DESAPARECO-ARTE.jpeg

PLD

PENSO, LOGO DESAPAREÇO

O projeto PENSO, LOGO DESAPAREÇO é uma série que propõe uma ação ao resgate de memórias e fragmentos de um tempo de luta que retrata a trajetória de ações durante as décadas de 70 e 80 com eixo temático no patrimônio imaterial e humano. A partir das lentes da arte contemporânea, a artista plástica Patrícia Bigarelli dará materialidade à memória dos desaparecidos da ditadura militar Brasileira procurados na vala clandestina encontrada nos anos 1990 no Cemitério Dom Bosco em São Paulo.


patricia-bigarelli-arte.png

OESD

ONDE ESTÁ O SEU DOMINGO?

Desde a infância, Patrícia Bigarelli busca esse tema como quem semeia cores. A procura não veio de agora. Nem de fora. Conterrânea de uma área dominada pela e movida à cana-de-açúcar, a artista caminha nesse encontro muito antes, é parte da infância, das brincadeiras nas terras quentes – a origem está lá na raiz. Na doce e densa raiz da memória. Não bastasse ter nascido em Dois Córregos, ela viveu imersa nessa cultura desde o início. Foi preciso crescer sobre as camadas de terra, correr pelos canaviais, expandir os pulmões no perfume vermelho terroso, provar a ideia do sabor daquelas dores, endurecer-se e envergar-se aos ventos também. Na maturidade, a artista faz um resgate de memórias e de todo um contexto de trabalho que, com a modernização do campo, começa a chegar ao fim. Onde está o seu domingo? é uma série documental que a artista derrama o seu olhar e suas lágrimas para criar um registro documental histórico. Como artista, o que ela busca são raízes, lembranças, nada mais que o caldo dessa passagem da infância ao que ficou. Artista convidado  I  Raphael Boungermino


Cartaz Educarte.jpeg

IGDM

GUARDIÃS DO MAR | EDUCARTE

O projeto EducARTE idealizado pela fundadora do Instituto GDM Guardiãs do Mar - Patricia Almeida em parceria com a artista visual Patricia Bigarelli trazem a arte como ferramenta de conscientização importante para o ativismo ambiental.  Ambas aproximam seus significados e valores da declaração dos direitos humanos com o objetivo de gerar consciência e ressignificação de materiais de descarte no fundamento da valorização do lixo na formação de uma sociedade que valoriza sua própria cultura com resgate de histórias e memórias. Patricia Bigarelli propõe uma análise pelo viés da materialidade e transformação do lixo e da produção e presença de obras que tentam contribuir com o debate sobre dessa reflexão, seja ele numa metrópole ou em regiões litorâneas ou afastadas dos grandes centros urbanos. A arte impulsiona os processos de percepção, sensibilidade, cognição, expressão e criação. Tem o poder de sensibilizar e proporcionar uma experiência estética, transmitindo emoções ou ideais. A arte surge da necessidade e observar o meio que nos cerca, reconhecendo suas formas, luzes e cores, harmonia e desequilíbrio.